Tomada de decisão: uma nova visão

Futuros Bovespa

O mercado de derivativos ampliou a complexidade dos investimentos em bolsa, proporcionando ao investidor uma proteção ao risco, ou ao especulador a alavancagem para altos ganhos. Porém, o mercado de derivativos é um mercado de alto riso porque está dependente da incerteza sobre os índices e cotações futuras que suportam o negócio.

A figura abaixo mostra a evolução do INDG10, nego ciado de 10/10/2009 a 17/02/2010, e a evolução do Ibov para o mesmo período. A figura ao lado mostra uma

relação linear entre o INDG10 e o Ibov e um decrescimo linear da diferença entre o INDG10 e o Ibov com a aproximação da liquidação do INDG10.

World Trading

Mais informações:

 

A ancoragem dos Derivativos

A relação linear entre o INDG10 e o Ibov, bem como o decréscimo linear da diferença entre os dois índices com a aproximação da liquidação do INDG10, mostram que os índices futuros estão ancorados ao índice do pregão corrente.

O investidor ou especulador, qualquer que sejam suas hipóteses de previsão de índices ou cotações futuras, parecem amarar essas expectativas dentro de uma variação aceitável do índice ou cotação atual. Essa variação aceitável, por sua vez, é máxima nos pregões iniciais do índice futuro e vai decrescendo nos pregões sucessivos, de modo, a aproximar a expectativa do valor futuro do índice àquele praticado no mercado.

A ancoragem dos índices futuros ao índice ou cotação corrente é uma conseqüência natural da ancoragem da evolução dos preços no pregão à história de suas variações e à limitação imposta percepção de adequação das diferenças entre os preços de oferta de compra e venda.

 

Veja também:

eina

A Eina é uma empresa que desenvolve pesquisa em inteligência natural e artificial para desenvolver tecnologias que tornem o cérebro mais produtivo.

www.eina.com.br

Lançamento

eina
:: Brain and Economics :: 2010 ::